Minecraft: Diversão ou perigosa obsessão?

Artigo baseado num programa da BBC World Service

Haverá ainda por aí alguém que não sabe o que é o Minecraft? Aquele jogo em que se empilham e partem blocos, um pouco como os velhos Lego, mas digitalmente? Na verdade, milhões de crianças e adolescentes sabem bem do que se fala. Os pais, por sua vez, começam a vê-lo com outros olhos.

A questão de hoje, prende-se exatamente em perceber o porquê de as crianças e adolescentes estarem tão viciados neste jogo. Porque razão, quando não jogam eles próprios, ficam horas e horas a ver jogar outras pessoas nos videos do Youtube?

Preocupação: real ou falso alarme?

Muitos pais começam agora a preocupar-se que os seus filhos comecem a achar o mundo do Minecraft tão gratificante e motivador, que se desliguem e percam interesse no mundo real, na comunicação cara a cara, sem usar um ecrã. Mas moral à parte, poderíamos estar a aproveitar este entusiasmo das crianças, e usar o Minecraft nas escolas, como ferramenta com propósitos educacionais? No Reino Unido, por exemplo, já existem em algumas escolas, clubes em que as crianças se juntam para jogar depois das aulas.

O desinteresse pelo mundo real

Alguns pais descrevem os comportamentos dos seus filhos depois de uma “sessão” no Minecraft, como “muito agitados, e irritados”. Referem que notam que, à medida que as horas de jogo aumentam mais e mais, o comportamento das crianças não é tão bom. “O comportamento torna-se horrível mesmo”, refere uma mãe, “os meus filhos começam a ficar agressivos um com o outro”. O desinteresse que revelam por outras coisas é também preocupante e começa a frustrar os pais.

O psiquiatra Dr. Richard Graham, lidera uma unidade de Adolescentes Viciados em Tecnologia em Londres, e sugere que seria interessante perceber a razão pela qual as crianças e adolescentes acham o mundo virtual do Minecraft tão excitante e maravilhoso, ao invés do mundo real. Em termos sociais, revela que é necessário observar se cada vez mais o contacto com os seus pares se limita apenas à interação que o jogo lhes permite, o que poderá denunciar se há ou não um perigo de desenvolver uma adicção.

O que os cativa no jogo?

Porque o jogo permite-lhes viver como que numa hiper-realidade, quer em termos de experiências, quer em termos de coisas que podem fazer com velocidade, agilidade. Permite-lhes também usar certas habilidades que não possuem quando não estão a jogar. Fazer coisas mais rápido. E obviamente, o mundo externo a tudo isto, vai parecer aborrecido, sem “sabor”.

Minecraft

Minecraft nas escolas

Noutra linha oposta, professores na Escócia, olham para o Minecraft como uma ferramenta fabulosa para educar e desenvolver a criatividade das crianças. O jogo está a ser usado para o ensino de design, língua inglesa.

Para ouvir o programa na integra, visite a fonte original no site da BBC.

Fonte das imagens