Wearables sem ecrã: O futuro e uma nova interacção

A maior ponto de foco e interesse por parte dos utilizadores nos wearables, como por exemplo os smartwaches, é a presença do ecrã. Até agora achamos que o ecrã é a forma mais fácil de interagir com os dispositivos e que esta é a melhor maneira de gerar notificações, mas os wearables do futuro vêm trazer novas formas de interacção sem a presença de um ecrã, falamos então dos wearables sem ecrã.

Uma nova gama de wearables está a surgir e com eles uma nova trend – os screenless wearables, que como o nome indica são dispositivos que não têm ecrã e que prometem ser uma grande revolução na industria deste tipo de equipamentos.

Quais os novos wearables sem ecrã do mercado?

As novidades vêm da Chronos e da luxuosa Movado, que com a ajuda da HP está a construir um smartwatch que permite ter notificações das chamadas/mensagens mais importantes, vários calendários em simultâneo, para que não perca os eventos mais importantes e objectivos diários, sejam estes passos ou quilómetros percorridos. Este novo smartwatch é compativel com iOS 8 ou superior e android 4.4 ou superior, gerando as suas notificações por vibração e interface visual bastante simplificada.

Movado Bold Motion

Para certos tipos de notificações, como mensagens escritas e mapas a presença de um ecrã é indispensável. No entanto a industria dos wearables está a evoluir, mas será este o caminha certo? Neste momento pode até perguntar-se que tipo de informação pode ser gerada por esta nova geração de equipamentos, sendo certo que não apresentarão informações como meteorologia e outro tipo de informação que necessite de ecrã.

Os wearables sem ecrã são claramente mais limitados, comparativamente com a primeira geração de dispositivos, tanto no tipo, como na quantidade de informação que podem transmitir ao seu utilizador, mas têm a possibilidade de serem mais eficientes com certos tipos de informação. No entanto estes novos dispositivos conseguem ser mais autónomos a nível de energia, porque não dispendem energia a gerar notificações de todas as aplicações que temos instaladas, focando-se apenas nas mais importantes e usando a vibração e alguns alertas visuais como modo de interação com o utilizador.

Em suma, os wearables sem ecrã são um desafio do futuro da tecnologia, que trará consigo mais criatividade no design dos dispositivos e também novas formas de interacção.

Qual a sua opinião sobre este assunto?

 

 

 

 

Fonte das imagens

  • Movado Bold Motion: Movado
  • Wearables sem ecrã:
  • Orlando

    Haja dinheiro para os comprar! Mas está fixe!