Riscos ocultos da Internet of Things em sua casa

As empresas e criadores empreendedores desenvolvem gadgets inteligentes, para tornar as nossas casas mais confortáveis e interessantes, mas o mundo da Internet of Things também tem alguns inconvenientes no que toca a questões de privacidade.

Os dispositivos que conectamos na rede não são assim tão perfeitos como parecem, porque falam “linguagens” diferentes, trazem o risco de sermos escutados e também o poder de literalmente destrancar a porta da nossa casa, mesmo estando dentro dela.

O problema da tecnologia, é que o código não é totalmente seguro, o que faz com possam ser aproveitadas brechas de segurança, para fins maliciosos, como evasão de privacidade, espionagem, etc.

O que pode levar a estas falhas nos produtos tecnológicos?

O problema associado à segurança, advém da pressão que os consumidores fazem sobre os fabricantes de equipamentos, sendo estes obrigados a produzir os equipamentos com grande estilo, com um prazo de construção e desenvolvimento de código reduzido e com a mínima preocupação de segurança, o que poderá trazer problemas futuros.

Que dispositivos de Internet of Things podem trazer riscos de segurança?

Foram já identificados alguns equipamentos que, por vezes, negligenciam as regras básicas de segurança online, tais como as smart TVs, máquinas de café, termoestatos, webcams, impressoras, routers e caldeiras com conexão Wi-Fi. Caso tenha alguns destes equipamentos em casa, deve considerar que está sobre risco.

Smart TVs

smart TV

As televisões inteligentes foram dos primeiros equipamentos a receberem críticas sobre invasão de privacidade. Os fabricantes foram acusados de recolher dados sobre os hábitos dos tele-espectadores, que posteriormente partilhavam com os anunciantes. Para aprofundar mais sobre as questões de privacidade dos utilizadores, sabe-se que os padrões de visualização, são por vezes organizados por IP, o que ajuda os hackers a identificar os dispositivos conectados em sua casa.

Webcams e equipamentos de monitorização de bebés

smart-baby-monitor

Estes tipos de dispositivos são dos mais procurados nas listas de hackers. Com o aparecimento do Shodan, serviço que descobre dispositivos conectados na rede internet, é muito mais simples encontrar equipamentos vulneráveis por todo o mundo. O mundo das câmaras de monitorização de bebés também não é estranho para os hackers. No início deste ano, um hacker colocou online 1000 câmaras a transmitir em tempo real para toda a internet assistir.

Lâmpadas e interruptores controlados por Wi-Fi

Wi-Fi-enebled-light-switch

Estas inovações super elegantes falham na encriptação dos dados nas redes locais e na internet, o que significa que intrusos podem aceder a informações dos sensores, quando estas são transferidas para a “nuvem”. Muitas das vezes a culpa não é apenas dos fabricantes, visto que muitos dos equipamentos usam protocolos obsoletos e vulneráveis.

Como reduzir a sua exposição em alguns passos

  • Procure reviews e notícias acerca dos seus equipamentos;
  • Assegure que o nome de utilizador e palavras-passe dos seus dispositivos são fortes;
  • Mude frequentemente as suas credenciais de acesso;
  • Leia as regras de privacidade, para se certificar como funciona a recolha, armazenamento e uso dos dados do seu equipamento;
  • Desactive serviços que invadam a sua privacidade;
  • Instale o firmware mais recente e actualizações de segurança nos seus dispositivos;
  • Esteja atento às noticias do fabricante dos seus equipamentos (webite, feeds, newsletters) para receber notificações importantes. Algumas das definições sobre privacidade são altamente intrusivas por padrão, logo sugerimos que as altere.

Tem algum destes equipamentos em casa? Está protegido?

Já participou no nosso sorteio de Natal? Participe e ganhe uma pen de 32GB!

Fonte das imagens

  • Rocha

    É com certeza um assunto não só importante mas também interessante.
    Para além de todas as questões éticas que levanta é algo que deve ser acompanhado ao longo do seu desenvolvimento.

    Numa primeira fase acho que temos de nos preocupar com o existente, cameras web, smart tv’s, e equipamentos de vigilância com serviços over ip.

    Seria bastante interessante uma análise de alguns exemplos e equipamentos a ter em atenção.

    Obrigado pelo primeiro passo!