Linux: Gestão de pacotes

Linux

Nas últimas semanas temos escrito artigos sobre o sistema operativo Linux (aqui, aqui e aqui) e no artigo de hoje vamos abordar a gestão dos pacotes instalados no sistema operativo.

Em sistemas baseados em Debian por exemplo, estes pacotes de instalação têm a extensão .deb. Estes pacotes estão localizados num repositório. Esse repositório está em /etc/apt/sources.list.

Devemos atualizar a lista de repositórios sempre que possível.

Existem várias ferramentas que nos permitem gerir pacotes em sistemas debian.

Vamo-nos focar no apt-getdpkg.

Dpkg

Esta ferramenta, como já foi dito, permite gerir pacotes. Por gerir, quero dizer, instalar, remover actualizar, entre outras cosias.

Para instalar utilizamos a opção -i seguida do pacote a instalar.

dpkg -i pacote_a_instalar.deb

Com a instalação através do dpkg podemos ter um problema – as dependências do pacote. Esta ferramenta de gestão de pacotes é muito baixo nível, como tal, não permite instalar automaticamente dependências de um pacote.

Para remover o pacote utilizamos a opção -r (remove) ou a opção -P(purge). A diferença entre as duas é o conteúdo que é removido. O -p elimina tudo o que é do pacote, o -r só elimina o pacote, não elimina os ficheiros de configuração do mesmo.

dpkg -r pacote_a_remover

dpkg -p pacote_a_remover

Muitas vezes o administrador de sistemas tem necessidade de consultar os pacotes instalados em determinada máquina e para isso deve correr os comando abaixo.

Screen Shot 2016-01-23 at 16.50.50.png

Podemos também procurar por pacotes específicos.

Screen Shot 2016-01-23 at 16.51.55.png

Pode ser ainda util listar os ficheiros de um determinado pacote.

Screen Shot 2016-01-23 at 16.53.01.png

Ou mesmo saber qual o pacote responsável por determinado ficheiro.

Screen Shot 2016-01-23 at 16.54.16.png

Podemos ainda saber informação sobre determinado pacote.

Screen Shot 2016-01-23 at 16.55.04.png

dpkg tem uma funcionalidade interessante. A reconfiguração de pacotes com dpkg-reconfigure. Este comando permite, voltar reconfigurar um pacote de uma forma mais ou menos intuitiva.

dpkg-reconfigure tzdata

Apt

Uma vez explorado o dpkg é interessante conhecer o Apt. Este é também um gestor de pacotes, mas ainda mais intuitivo que o anterior.

Apt comparativamente com o dpkg é um gestor de alto nível.

Como referido anteriormente, o ficheiro do repositório deve ser actualizado para conter repositórios de pacotes actualizados. Podemos actualiza-lo com o Apt.

apt-get update

Depois de actualizado, qualquer utilizador pode procurar os pacotes actuais.

apt-cache search pacote_a_procurar

Screen Shot 2016-01-23 at 17.04.57

Com este gestor, podemos também saber as dependências de um pacote, o que é importante para o bom funcionamento do novo pacote.

Screen Shot 2016-01-23 at 17.06.57.png

Semelhante ao comando dpkg -s, podemos também com o apt ver informações de um pacote.

Screen Shot 2016-01-23 at 17.07.53.png

Para instalar é mais fácil ainda. Em vez da opção -i utilizamos a opção install directamente com o comando apt-get.

apt-get install pacote_a_instalar

O comando anterior vai instalar um pacote que se encontre no repositório e que não esteja já instalado. Caso esteja, vai actualizar a instalação. Podemos especificar  que só queremos que actualize o pacote com –only-upgrade.

apt-get --only-upgrade install pacote_a_instalar

Podemos também actualizar todos os pacotes do sistema.

apt-get upgrade

A remoção com o apt é semelhante ao processo com o dpkg. Dispomos também da opção purgeremove com os mesmos significados que o -r -p do dpkg.

Com este conjunto de comandos, já conseguem gerir de forma eficaz os pacotes do vosso sistema. Eu, pessoalmente só utilizo o apt. Só para reconfigurar pacotes utilizo o dpkg.

Tem alguma dúvida sobre Linux? Comente e deixe a sua opinião!

Fonte das imagens