MyShake – a aplicação que detecta sismos

A aplicação MyShake desenvolvida por Richard Allen do Laboratório Berkeley de Sismologia da Universidade da Califórnia, permite usar smartphones para detectar e rastrear sismos e terramotos. A aplicação é gratuita e  foi lançada em meados de Fevereiro, contando já com mais de 100.000 utilizadores.

O nosso objectivo é construir uma rede sísmica ao nível planetário, e usar a informação para reduzir os efeitos dos sismos, em nós como indivíduos, e na nossa sociedade como um todo. – Richard Allen

Como funciona?

A aplicação MyShake usa os sensores dos smartphones para reunir informação que pode ajudar a detectar sismos, complementando a informação das estações de pesquisa sísmica para proporcionar às pessoas um tempo de aviso maior. A aplicação consegue rastrear a amplitude e frequência das agitações/tremores do telemóvel, para distinguir se foi realmente um sismo ou simplesmente alguém deixou cair o dispositivo.

Quando existe um tremor que encaixa no perfil de uma vibração de um sismo, a aplicação envia a informação anónima para o sistema central do Laboratório, que confirma a localização e a magnitude do sismo.

Uma vez ligada a aplicação, corre silenciosamente e em segundo plano – gastando a mesma quantidade de bateria que uma aplicação comum de fitness.

sismos
Abalo sísmico no Mediterrâneo com magnitude superior a 2,5 (nos últimos 7 dias).

Utilidade

Em lugares como o Nepal, por exemplo, onde existem poucas estações de monitorização sísmica – mas por sua vez, muitos utilizadores de smartphones – esta aplicação poderia ser a base de um sistema de alerta de sismos.

A investigação tem contado com alguns apoios de fundações sem fins lucrativos, e espera-se que no futuro, a MyShake, possa vir a contribuir para compreender melhor os sismos e ajudar a construir edifícios mais resistentes.

Para já está disponível para Android, mas os investigadores querem trazê-la o mais rápido possível para iPhone.

Faça o download aqui!

[Fonte: MyShake; Bloomberg]

 

Fonte das imagens