O programador e a sua guerra infiníta com clientes

Certamente que se o leitor não é da área de programação deverá estar a pensar como é que um programador entra directamente em guerra com um cliente. Infelizmente, os clientes são pessoas que nem sempre sabem bem o que querem e pensam que se apenas clicarmos numa combinação de teclas já temos um programa feito. Se não leu o artigo sobre a vida de um programador, poderá fazê-lo aqui. Vamos deixar mais um exemplo do quão animada esta vida pode ser. O programador vs O Cliente. Uma guerra, sem fim…

customer

A guerra

Para o cliente, tudo é fácil. Nunca fizeram um sistema na vida mas, chegar perto da equipa de desenvolvimento e dizer que têm 15 dias para fazer um software é o que mais acontece. Os dias têm 24 horas e cabe a cada programador ter noção se as coisas são exequíveis ou não e, mesmo sendo o programador a tentar fazer uma estimativa do tempo que demora a criar algo, nem este consegue acertar com precisão, agora imaginem só alguém que nada sabe de programação… Mas para o cliente, é só chegar e fazer. É como um cirurgião, é só abrir, cortar, cozer e fechar e está feito… 10 minutos devem chegar para isso tudo…client wants

Há sempre algo que o cliente deixa escapar nas reuniões. Aquele software que só tinha 15 dias para fazer? Bem, é comum o cliente aparecer e dizer que quer que esse mesmo programa faça mais A, B, C, D, E e F tarefas. Mas será que o cliente alarga o prazo? Não… Tem 15 curtos dias para fazer um software inteiro e do nada tem mais N tarefas para implementar.

O programador acaba o software, tudo está mais ou menos incrível. É ai, quando o programador já perdeu horas a fio, dias sem dormir, que o cliente se lembra que aquele software afinal vai ser inútil e não era aquilo que pretendia. Afinal, em vez de ter um software que deveria somar, quer um que faça subtracções. Mesmo que o cliente acabe por pagar o software criado, qualquer programador sente uma grande injustiça. Afinal de contas perdeu horas a programar, para no final o resultado ir para o lixo.

Afinal, estar sentado em frente a um programador, também envolve comunicar com terceiros e, nem sempre é fácil…

entender

Tens experiência com clientes e passas por dificuldades com eles? Partilha a tua opinião, deixa-nos a tua experiência!