Drones autónomos, que salvam vidas!

Quando se fala sobre drones, nem sempre se trata de câmaras. Estes equipamentos podem e devem ser usados para muito mais do que isso. Um estudante belga, de engenharia, achou que estes deveriam servir para salvar vidas. Saiba o leitor que 80.000 pessoas por ano, sofrem de paragem cardíaca na União Europeia e, apenas 8 sobrevivem. Então, porque não aumentar a percentagem de sobrevivência?

O “Drone ambulância”

O Drone Ambulância é um mini helicóptero não tripulado que é capaz de transportar um desfibrilhador a uma velocidade de 100 km/hora, aumentando probabilidade de sobrevivência de 8% para 80%. O mini helicóptero não tripulado, é capaz de aumentar em 10 vezes a probabilidade de um doente sobreviver, em caso de situação de paragem cardíaca. Sublinhamos que pode ser um caso de vida ou de morte.

O estudante, Alec Momont, tinha 23 anos quando se lembrou de inventar esta ideia, na altura estudava na Universidade de Delft, na Holanda. Este drone consegue atingir velocidades de 100 km/hora e, em um raio de 12 quilómetros quadrados, demoraria 1 minuto a chegar ao local para salvar a vida de uma pessoa.

Se olharmos para a maior parte das causas de morte, muitas se devem ao facto de que os socorristas demoram muito tempo a chegar ao local onde a vitima se encontra. Comparados os tempos, o drone efectivamente ganha facilmente uma vez que as ambulâncias levam mais de 10 minutos por média e, a morte em casos de paragem cardíaca acontece quatro a seis minutos depois do ataque.

O equipamento possui um microfone e uma câmara, para que quando o drone aterre no local de emergência, os socorristas possam dar instruções a quem está com a vítima, de modo a poderem usar o desfibrilhador com eficácia. O drone consegue aguentar um peso de até quatro quilos e é capaz de se deslocar de forma independente até ao local de emergência pois localiza a origem do pedido de ajuda. As funções de GPS fazem o resto.
Alguns drones já são mais sofisticados e não necessitam de controlo remoto, voando com plena autonomia. Caso para dizer que a programação informática faz milagres.

drone
Outros drones

Com a chegada dos drones é normal que se tenha como objectivo cada vez mais aplicá-los a salvar vidas de pessoas. Temos outros exemplos como:

  • Drone salva-vidas – Utilizado para carregar um conjunto de bóias e, em caso de alguém se esteja a afogar, este drone é capaz de se dirigir ao local onde a vitima se encontra e deixa cair uma bóia. Caso exista mais que uma vitima, este drone carrega mais do que uma bóia salva vidas.
  • Drone kit-médico – Utilizado para entregar kits de primeiros socorros. De momento tem sido mais utilizado em missões militares mas, em um futuro próximo poderá vir a ser usado no dia-a-dia dos cidadãos, tal como o drone ambulância.

salvavidas

O futuro

Nenhum de nós pode dizer o que pode ou não acontecer. O que é certo é que cada vez mais a possibilidade de se utilizarem drones e maquinarias como as que vemos nos filmes, são maiores. Existe já uma empresa a projectar um tipo de drone que consiste num anexo com uma maca. Dentro levará um socorrista e, assim que chega ao local, a vitima pode receber os cuidado médicos, é colocada na maca e o drone trará o socorrista e a vitima de volta ao hospital.

Ao contrário do que se pensa, isto irá poupar tempo e muitos recursos e, pode ser mais um meio de salvar vidas de forma eficaz.

aero

E tu, tens algo a dizer sobre drones? E quanto ao nosso futuro? Deixa-nos a tua visão…