Smart Cities: NOS e Câmara de Oeiras celebram protocolo de colaboração

A partilha de informação e de conhecimento em áreas de interesse comum, a realização de iniciativas conjuntas e a divulgação de soluções específicas nas áreas de SmartCities são os objectivos de um protocolo assinado na quinta-feira entre a NOS, a Câmara Municipal de Oeiras e a NOVA Information Management School da Universidade Nova de Lisboa.

As três entidades comprometem-se a colaborar para a criação de uma plataforma global de SmartCities tendo como base a utilização recíproca das suas competências técnicas, tecnológicas e humanas. O propósito é contribuir para a inovação tecnológica e promoção de uma política de cidade mais inovadora, próxima dos cidadãos e que contribua para o planeamento de um projeto de desenvolvimento local relevante para quem lá reside.

Antes da assinatura do protocolo foi promovida uma visita ao Centro de Convergência e Supervisão da NOS, localizado no edifício da operadora do Parque das Nações e onde, com uma equipa de 100 profissionais, é assegurada, 24 horas por dia, a monitorização das infraestruturas e desempenho da rede comunicações da NOS.

Foi também apresentado o projecto SmartCities, demonstrando as vantagens dos sistemas de gestão wireless em prol das cidades e um caso de estudo que envolve a Junta de Freguesia da Estrela.

Apps interactivas que reforçam a ligação entre autarquias e cidadãos, sistemas de gestão de água, electricidade e resíduos, modernização administrativa e redução de custos operacionais são algumas das novas soluções tecnológicas que tornam as cidades mais inteligentes e das vantagens em investir nesta área.

O protocolo foi assinado pelo administrador da NOS, Manuel Ramalho Eanes, pelo presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Paulo Vistas, e pelo subdirector Nova Information Management School, Miguel de Castro Neto.

Manuel Ramalho Eanes, administrador executivo da NOS, considera que a colaboração entre empresas, autarquias e academia é “fundamental para desenvolver novos conceitos que promovam a qualidade de vida dos cidadãos e o seu relacionamento com as autarquias e experiências tecnológicas que facilitem a mobilidade e eficiência energética. Há muito que a NOS desenvolve soluções inovadoras e quer ter um papel de liderança nestas matérias”.

Paulo Vistas, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, afirma que “cidades mais inteligentes orientam o crescimento económico sustentável e a prosperidade para seus cidadãos e os seus líderes têm de ter as ferramentas necessárias para tomarem as melhores decisões, antecipar problemas, resolvê-los de forma pro-activa e coordenar recursos para operar efectivamente. Este acordo, que agora é assinado, é mais uma ferramenta ao serviço da melhoria das condições de vida dos munícipes de Oeiras e mais um passo no caminho que já há muito foi traçado no sentido de Oeiras continuar a ser uma referência nacional no que respeita a inovação e modernidade”

Por seu lado, Miguel de Castro Neto, da NOVA Information Management School, defende que “a celebração deste protocolo vem alavancar de uma forma extraordinária a construção da inteligência urbana do município de Oeiras, pois reúne as capacidades tecnológicas da NOS com as competências analíticas da escola de gestão de informação da Universidade Nova de Lisboa, criando assim um ambiente capaz de gerar inovação e criação de valor não apenas para uma melhor governança em Oeiras, mas também uma cidadania mais ativa e participativa e, não menos importante, um contexto favorável ao empreendedorismo e à criação de novos produtos e serviços geradores de desenvolvimento económico na nova economia digital”.

Pode consultar fotos da assinatura deste protocolo aqui!

Fonte das imagens

  • smart cities: ReThink IoT