5 histórias inacreditáveis que envolvem o Pokémon GO

Depois da saída das últimas cinco histórias hilariantes que podem ser lidas aqui, hoje decidimos trazer-lhe mais exemplos espantosos. O jogo Pokémon GO tem dado muito que falar é a noticia principal em muitos países do mundo. Tendência para arrefecer? Este tema não parece querer desaparecer em breve. Confira connosco, mais cinco histórias fantásticas.

1. Poké-Ladrão

Num jogo onde o objectivo é caçar personagens (pokémons), muita gente tem usado o mesmo de forma errada para caçar coisas mais valiosas. No estado do Missouri, nos EUA, a polícia resolveu um caso onde os jogadores eram atraídos para lugares remotos e eram assaltados. Até agora, 4 envolvidos no crime foram identificados.

a1

2. Poké-Faca

Um rapaz, pensando que um homem fazia parte da sua equipa, aproximou-se do mesmo e foi apunhalado com uma faca no ombro. O homem da faca não fazia ideia que se tratava do jogo e aproveitou logo para fazer confusão. O jovem quase perdeu a vida mas, no momento, negou ser atendido por unidades médicas para continuar a caçar pokémons.

a2

3. Poké-Religião

Jogos e religião não são coisas que combinam e, são dificeis de interligar um com o outro. Porém, a Primeira Igreja Luterana de Columbia Heights, nos EUA, resolveu aumentar o seu “rebanho” e virou um ginásio de Pokémons. Muita gente aderiu para ver.

a3

4. Poké-Insensato

Não escolhendo lugares certos para aparecer, os pokémons aparecem onde lhes apetece. O que é certo é que já apareceram em funerais e em museus. As pessoas entram, apanham o pokémon e vão embora. Digamos que fica um pouco absurdo interromper um funeral por causa de um pokémon.

a4

5. Poké-Motorista

Trânsito é um dos grandes problemas em muitas zonas do mundo. As pessoas insistem em usar os smartphones para mandar mensagens ou navegar na net enquanto conduzem e, causam trânsito por vezes. Com a saída do Pokémon GO existem muitas pessoas ao volante e a jogar ao mesmo tempo. Já é possível se verem placas de avisos luminosos a proibir isso.

a5

Fonte: [tecmundo]