Páginas ilegais reduzidas em 60% com bloqueio de sites

Um estudo sobre o consumo de pirataria em Portugal concluiu que o bloqueio de sites com conteúdos audiovisuais não autorizados tem um impacto positivo na diminuição da utilização deste tipo de páginas! O relatório da Incorpo foi promovido pela Motion Picture Association of America!

Redução de 60% nas páginas ilegais

A TVI apresentou um estudo que concluiu que o bloqueio de sites não autorizados teve um impacto positivo.

Para a elaboração do relatório foram analisados dados de 250 sites. Estes 250 são os mais populares em Portugal, entre Setembro de 2015 e Fevereiro de 2016.

hand reaching images streaming from the deep

O estudo concluiu que o bloqueio destas páginas teve um impacto positivo na diminuição da utilização de sites ilegais! Os números são muito grandes dado que foram 60% a quantidade de reduções de utilizadores em Portugal que utilizavam sites de conteúdo ilegal. Segundo o diretor-executivo da Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais (FEVIP), este afirma que a utilização deste tipo de ferramentas está a apresentar uma clara tendência na direção certa para se acabarem com este tipo de acessos ilegais.

Infelizmente, bloqueando o conteúdo de alguns sites, registou-se também a tendência de utilização de outros sites. Ou seja, caso o utilizador veja uma das páginas bloqueadas, ele recorre a outro site para obter a informação que procura.