Safari do macOS Sierra invadido em 20 segundos

Todos os anos acontece em Seul, na Coreia do Sul, o PWNFEST, um evento mundial de hackers que dá prémios às equipas que conseguirem explorar brechas em alvos pré-determinados. Este ano, um dos alvos seleccionados foi o Safari do macOS Sierra. Surpreendentemente, o navegador foi invadido em meros 20 segundos.

Uma colaboração entre os grupos PanGu (que tem disponibilizado versões de jailbreaks para versões recentes do iOS) e JH conseguiu detectar uma brecha no browser padrão dos Macs e invadiu o sistema com um exploit que foi bem-sucedido, dando aos hackers acesso root ao Sierra. Pela invasão, o grupo recebeu 80 mil dólares pela sua conquista.

Outros alvos derrubados nesta edição da PWNFEST foram o Microsoft Edge, no Windows 10, e o Google Pixel, que foi invadido em 60 segundos com a execução de um código remoto. O Flash foi hackeado em parcos quatro segundos com a exploração de algumas falhas com mais de uma década de existência.