ALVINN: Em 1989 já havia um carro autónomo

Circula a grande notícia de que os carros autónomos são invenções recentes mas, a verdade é que protótipos desse tipo de tecnologia já existem há décadas. Hoje, temos o Autopilot da Tesla ou outros tipos de tecnologia mas, o caminho até aí foi muito interessante…

Em 1989 já havia um carro autónomo

O ALVINN (sigla inglesa para Veículo Terrestre Autónomo de Rede Neuronal) é um projecto levado pelo professor Dean Pomerleau, da Universidade de Carnegie Mellon. No final dos anos 1980 tinha como objectivo criar um carro autónimo alimentado por uma rede neuronal que adquiria o conhecimento através da experiência!

Infelizmente na época, o hardware disponível era pouco. O CPU do ALVINN era 10 vezes mais lento que o presente no Apple Watch, era gigante e precisava de 5 mil watts para trabalhar!

@GTARobotics GPU? Gez, ALVINN ran on 100 MFLOP CPU, ~10x slower than iWatch; Refrigerator-size & needed 5000 watt generator. @olivercameron pic.twitter.com/QdGpZUzGCs

— Dean Pomerleau (@deanpomerleau) 24 de novembro de 2016

A parte mais interessante no uso das redes neuronais é que o carro não precisava de circular em estradas mapeadas, como o carro da Google por exemplo que depende da informação no sistema de mapas da mesma.

O ALVINN conseguia alcançar 5 km/h mas uns anos mais tarde os engenheiros conseguir colocar o veículo a circular a 112 km/h

A criação desta rede neuronal foi um ponto de partida para vários projectos de carros autónomos que hoje existem. Por exemplo, Chris Urmson, responsável pelo projecto de veículo autónomo da Google, trabalhou no ALVINN com Pomerleau.