Os comandos Linux mais utilizados

Se começaste agora a entrar no mundo Linux, de certeza que te vai ajudar saber quais são os comandos Linux que mais são utilizados e o que fazem! Existem duas coisas que são verdade nos comandos Linux, a primeira é que existem milhares de possíveis comandos que podes utilizar e a segunda é que vais acabar por utilizar quase sempre apenas uma parte deles. Apesar de todo o poder que este sistema oferece, a boa maior parte apenas vai utilizar alguns repetidamente.

Muitos ficam assustados e vêm o Linux como um sistema operativo difícil e complicado e apenas é utilizado por geeks que memorizaram todos os comandos…mas isso não é verdade! Podes aprender os comandos mais comuns e será o suficiente para entrares e dominares o Linux!

Se por acaso nunca testaste um sistema Linux podes ver aqui neste artigo os Linux que deves experimentar…aproveita e vais ver que não te arrependes!

OS COMANDOS LINUX MAIS UTILIZADOS

Ora bem quer estejas a começar a utilizar o Linux ou apenas curioso, aqui tens os comandos mais utilizados, que te podem ajudar nessa experiência.

Comandos de navegação no terminal

  • && — este nem é um comando em si, trata-se da forma como juntas a execução de dois comandos, por exemplo[comando1] && [comando2] , primeiro vai correr o [command1] e de seguida o [command2].
  • ! — Repete um comando utilizado recentemente.
  • cd — Muda a directoria.
  • clear — Limpa o histórico no terminal.
  • history — Mostra uma lista dos comandos utilizados recentemente
  • ls — Mostra a lista de ficheiros na directoria onde te encontras.
  • man — Mostra uma lista de ajuda.
  • pwd — Mostra a directoria actual como “absolute path”.
  • whatis — Mostra descrições de linhas de comando de programas.

COMANDOS DE GESTÃO DE FICHEIROS NO TERMINAL

  • cat — Mostra o conteúdo de um ficheiro, ou vários utilizando em conjunto com (“>“).
  • chmod/chown — Este comando chmod altera as permissões de um ficheiro, o chown altera o utilizador desse ficheiro.
  • cp — Com este comando podes copiar um ficheiro.
  • find — Searches a specific directory (or your entire system) to find files that match a given set of criteria. There are dozens of options, including filename, filetype, filesize, permissions, owners, date created, date modified, etc.
  • grep — Faz uma procura num ficheiro ou vários se exite determinada palavra.
  • locate — Faz uma procura no sistema todo de ficheiros ou directorias.
  • mkdir/rmdir — Cria ou apaga uma directoria.
  • mv — Move um ficheiro de uma directoria para outra.
  • nano/emacs/vim — Os três principais editores de texto no terminal.
  • rename — Altera o nome de um ficheiro ou vários.
  • rm — Apaga ficheiros.
  • touch — Altera a data em que o ficheiro ou dados foram acedidos para a actual.
  • wget — Faz o download do ficheiro ou pagina no URL colocado.
  • zip/gzip/tar — Vários formatos de compactação ou descompactação de ficheiros/arquivos.

COMANDOS DE GESTÃO DO SISTEMA

Novamente digo que estas distribuições de Linux permitem ter uma forma gráfica de realizar estas tarefas , mas podes utilizar estes comandos para tornar essas acções mais rápidas e intuitivas.

  • apt — Embora não seja um comando em si, faz parte de três comandos bastante úteis: add-apt-repository (para localizar pacotes de instalção de terceiros), apt-get (para instalar pacotes) e o apt-cache (para procura nos teus repositórios).
    • Caso a tua distribuição não utilize o APT, podes utilizar o YUM, o RPM ou outra alternativa.
  • bg/fg — Envia um job para trabalhar em segundo plano ou um job em segundo plano para trabalhar em primeiro plano.
  • df — Mostra quanto espaço está livre no teu sistema.
  • free — Mostra quanta memória está livre no teu sistema.
  • ip — Mostra informação útil da tua rede, como o teu IP local, interfaces de rede, utilização de largura de banda e muito mais.
  • jobs — Mostra todos os jobs e o seu estado actual. Um job é a representação de um processo ou grupo de processos.
  • kill/killall — Podes utilizar este comando para parar um ou mais processos.
  • mount/umount — Monta ou desmonta um filesystem diferente ao teu sistema. Por norma é utilizado para juntar ou adicionar discos ao teu computador.
  • ps — Mostra uma lista dos processos a correr.
  • sudo/gksudo — Este permite eleva os privilégios do teu utilizador para ter perfil de admnistrador (exemplo. sudo [comando1]). Se pretende elevar os privilégios de um programa terás de utilizar o gksudo seguid por o nome do programa.
  • top — Mostra uma lista de processos a correr alinhados pela quantidade de processador (CPU).
  • uname — Mostra a distribuição que o sistema está a utilizar.
  • uptime — Mostra a quantidade de tempo que o sistema está em funcionamento sem reiniciar.
  • whereis — Mostra a localização do ficheiro de instalação de um determinado programa.
  • whoami — Mostra o nome do utilizador actual.

Conheces ou utilizas mais algum comandos que aches ser útil para quem está a começar a utilizar uma distribuição Linux?

Fonte das imagens