Implante eléctrico devolve mobilidade a homem paralisado

Uma clínica nos Estados Unidos conseguiu um feito inacreditável. Conseguiu colocar um homem paralisado, a andar, recorrendo a fisioterapia e a um eléctrodo que gerava estímulos eléctricos. Este é um novo caminho na medicina para ajudar pessoas com problemas de mobilidade e, por exemplo, com lesões na coluna.

Implante eléctrico devolve mobilidade a homem paralisado

A Clínica Mayo é um dos mais importantes centros de pesquisa médica dos Estados Unidos. Numa experiência feita por Kendall Lee, um neurocirurgião e director do laboratório de engenharia neural da Clínica de Mayo, foi utilizado um eléctrodo que foi colocado mesmo por baixo da lesão, ligado a um pequeno aparelho subcutâneo, para devolver a mobilidade ao paciente.

Jered Chennock foi o paciente. Ele tem 26 anos e tinha sofrido uma lesão na coluna que o deixou paralisado, sem conseguir sentir algo a partir do abdómen.

Após colocar o aparelho, seguiu-se um período de três semanas de recuperação e fisioterapia, onde o eléctrodo era usado para estimular o aparelho neural do paciente. Com estas condições, Jered conseguiu fazer movimentos com as pernas, simular passos enquanto estava deitado e ainda se colocou de pé, se bem que esta última teve de a fazer apoiado.

Esta é a confirmação que esta tecnologia pode ser usada para recuperar mobilidade a pacientes.