Microsoft testa versão premium do Outlook.com

A Microsoft está a testar uma versão premium do Outlook.com, serviço que entrou em operação para substituir o Hotmail. Segundo o porta-voz da Microsoft em entrevista ao ZDNet, a grande novidade deste novo serviço consiste na permissão de usar um domínio próprio para receber e enviar mensagens.

Já anteriormente era possível fazê-lo, mas o utilizador tinha que ir atrás do domínio e associá-lo ao Outlook.com, mas desta vez é a empresa quem efectua a operação para os interessados. Segundo o mesmo porta-voz, o Microsoft está seriamente a ponderar o regresso deste tipo de domínio.

Este serviço, aparentemente, será diferente da versão do Outlook livre de anúncios já existente (que custa cerca de 20 dólares), o sucessor do Hotmail Plus, e ainda não se sabe se a Microsoft pretende disponibilizá-lo gratuitamente.

A Microsoft deixou claro que tudo não passam de testes disponibilizados a alguns utilizadores nos Estados Unidos e que ainda não existe qualquer confirmação de que o Outlook premium venha a ser uma oferta.

“Nós estamos a investigar novas funcionalidades baseadas no que o utilizador quer e necessita, e nós não temos mais nada para partilhar neste momento.” – Porta-voz da Microsoft

Em Maio de 2015, a Microsoft anunciou oficialmente que ia fazer actualizações no Outlook, com novas funcionalidades para que ficasse mais real.

Até ao momento, a Microsoft continua a lançar o serviço actualizado em todo o mundo, e fontes oficiais da empresa, garantem que todas as semanas milhões de utilizadores experimentam este Outlook mais real.

[Fonte: ZDNet]

Fonte das imagens

    Jane Matos S.

    Tecnologia não era bem a sua praia, mas lançou-se ao desafio! Escreve, edita e revê artigos para o Tech em Português. Licenciada em Contabilidade e Auditoria, mostra-se insaciável na leitura, escrita e descoberta.

    You May Also Like

    Pôr em prática o RGPD

    Saiba como pôr em prática o RGPD

    LEMA: plataforma online auxilia crianças com autismo

    CTT lidera ranking mensal de reclamações no Portal da Queixa

    O que faz um Delegado de Protecção de Dados

    Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies