Mais dois incidentes com os Galaxy Note 7 estão a deixar a gigante sul-coreana de “cabelos em pé”. Isto porque, depois de ser produzido um lote de telemóveis “seguro”, estes também acabaram por se incendiar e terão causado graves problemas. E agora? A Samsung pede para se desligarem os dispositivos.

Desliguem o Galaxy Note 7

O pesadelo tem mesmo como nome, Galaxy Note 7. A empresa, Samsung, pediu a quem tivesse o telemóvel para desligar o mesmo. Em Setembro, relatos de que a bateria tinha explodido, levou a que se recolhessem 2.5 milhões de telemóveis deste modelo. Após se reverem as condições de segurança, o telemóvel voltou ao mercado e a ser vendido. Contudo, mais dois novos casos surgem, mesmo depois da revisão das falhas de segurança!

samsunggalaxynoteplaneexplosioncover

Há pelo menos dois novos casos em que o telemóvel, depois de substituído, se terá incendiado novamente. Ambos os incidentes ocorreram em Kentucky, um estado norte-americano!

Na cidade Nicholasville, um homem disse ter acordado com o quarto cheio de fumo depois do telemóvel arder durante a noite. Outra situação e, que demos a conhecer e pode ler aqui, um voo teve de ser evacuado devido ao telemóvel começar a arder. A Samsung informou que está a voltar a investigar o caso e pediu aos utilizadores para desligarem o aparelho.

Os consumidores que têm um Galaxy Note 7 original ou um que já é uma substituição devem desligar e deixar de usar o aparelho

É este o aviso deixado pela gigante sul-coreana. Agora resta saber se as pessoas vão realmente ceder, ou se vão haver mais problemas com os telemóveis!