E se a inteligência artificial ajudasse a detectar doenças?

No passado e presente a detecção de doenças do sistema imunitário envolvem vários tipos de analises e exames, o que pode tornar o processo um pouco moroso.

Segundo uma notícia recente, sabe-se que a há uma empresa de tecnologia a utilizar inteligência artificial aplicada ao ramo da saúde, com o intuito de agilizar a detecção de doenças.

Como vai a IA ajudar a detectar doenças?

A gigante dos computadores Microsoft e a Adaptive, empresa de tecnologia de Seatle, estão a desenvolver testes de sangue inteligentes que usam inteligência artificial para detectar centenas de doenças ao mesmo tempo.

A ideia por de trás desta nova tecnologia é bastante simples. O corpo humano é bastante bom em lançar sinais de que temos doenças, mas nós humanos não somos suficientemente bons para lermos esses sinais, se nos compararmos a máquinas é claro.

“Fundamentalmente, a natureza ou a evolução são mais avançadas em certos aspectos do que nós poderemos vir a ser”, palavras do co-fundador e CTO da Adaptive, Harlan Robins. Neste momento os diagnósticos procuram apenas por doenças específicas, mas as empresas acreditam que futuramente poderão incluir muitas mais.

Um termo de comparação…

Chad Robins, CEO da Adaptive faz referência a uma máquina de raio X para falar do poder desta nova tecnologia. Uma máquina de raio X é utilizada para detectar um pulso partido e também pode ser utilizada para detectar uma fractura numa perna. Pois bem, a tecnologia que utiliza a inteligência artificial pode ser utilizada para detectar um cancro no pâncreas ou por exemplo Esclerose múltipla, uma doença do auto-imune.

Em teoria, no futuro poderá ir ao médico uma vez por ano, e só com um simples teste, vai ser analisado ao detalhe todo o seu sistema.

O que acha do futuro que se avizinha?

Fonte das imagens

  • inteligência artificial detectar doenças: Shutterstock/Wichy