Metade da bateria em 5 minutos: com a Huawei será possível

A gigante chinesa das telecomunicações Huawei está a trabalhar em dois protótipos que poderão carregar rapidamente os seus equipamentos de baterias de iões de lítio.

Criar uma bateria que permita o seu carregamento rápido sem perder a sua capacidade é um assunto sempre em cima da mesa, para a indústria dos smartphones. O equilíbrio perfeito entre velocidade e estabilidade das baterias era visto um pouco como uma ilusão, mas a empresa chinesa Huawei mudou o cenário. A firma, que produz normalmente telefones para a Google, acaba de revelar uma série de baterias de iões de lítio que permitem carregar o seu smartphone “num piscar de olhos”.

Bateria Huawei

Como funciona esta bateria?

Segundo a equipa de investigadores da Huawei, a bateria de iões de lítio usa um ânodo revestido de grafite (um eletrodo que leva a corrente a um dispositivo eléctrico, como aqueles que se encontram nos smartphones). O mais pequeno dos dois protótipos testados até agora, embora incapaz de carregar completamente, registou em 5 minutos o carregamento de cerca de 50% da sua capacidade total. O modelo maior consegue ir de zero a 68% da capacidade em apenas dois minutos e a Huawei afirma que consegue até 10h de autonomia em conversação. Infelizmente, este último ainda é um protótipo extremamente grande para ser comercializado.

Também a bateria necessita um adaptador ligeiramente maior para funcionar, sendo que todo o design à volta desta, é ainda de considerável dimensão e portante não cabe ainda dentro dos smarphones de dimensões a que agora estamos habituados. Certamente que todo o esforço dos investigadores à volta desta tão promissora tecnologia, dará frutos num futuro próximo.

Fonte das imagens

Jane Matos S.

Tecnologia não era bem a sua praia, mas lançou-se ao desafio! Escreve, edita e revê artigos para o Tech em Português. Licenciada em Contabilidade e Auditoria, mostra-se insaciável na leitura, escrita e descoberta.

You May Also Like

Carros com Alcoolímetro vão ser uma realidade

WebSummit ficou a conhecer ARt: a app portuguesa de Realidade Aumentada para Arte Urbana

Carros voadores, GIF’s, Inteligência Artificial. O dia 2 no WebSummit 2019

Apple: Retirada de adaptadores de 3 pinos

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies