Selfie-takers: pensam que são mais bonitos do que a realidade

A Universidade de Toronto estava a desesperar para entender os selfie-takers e se as fotos afectavam a sua imagem pessoal e, com isto, resolveram desenvolver um estudo que respondesse a essas questões. Porque que as pessoas tiram selfies? Bem, toda a gente tira, nós também tiramos e, na maioria dos casos, apenas para ganhar os likes das redes sociais. Navegue connosco neste artigo e registe as conclusões, desde o estudo, até à psicologia.

Selfie-takers

O estudo que a Universidade registou, revela que as pessoas que tiram selfies se acham mais atraentes do que são na realidade e, a verdade é que quanto mais essa pessoa tirar fotos, mais bonita se vai achar. Este estudo, onde foram postas à prova mais de 100 pessoas, revelou dados muito interessantes. Dentro desta gama, existiam alguns que raramente ou nunca tiraram selfies e, até estes se achavam mais bonitos na foto do que na realidade eram. Parece que o mundo se acha maravilhoso e, os investigadores concluiram:

Descobrimos que quem tira selfies com regularidade, se achava mais atraente e simpático nas selfies do que nas fotos de outras pessoas

realityvsexpectations

Parece um loop infinito, quanto mais selfies tirar, mais atraente se irá achar. O problema é que o mundo dos psicólogos também entra nesta fase, uma vez que quanto mais bonito o utilizador se acha, mais usa o facebook (ou outra rede social) e, todo este fanatismo levará a que a pessoa fique demasiado “convencida” e dificilmente se contente com alguém digno de “sua beleza”, levando ao desespero pois dificilmente encontrará alguém que consiga combater o nível egocentrico do próprio. Também é assim que a psicologia faz dinheiro!

realityvsexpectations2

O leitor, tem opinião deste género de pessoas?

Fonte: [cnet]

Erbi Silva

Autor de artigos para o Tech em Português, apaixonado por Tecnologia e programação.

You May Also Like

Universidade de Coimbra facilita diagnóstico de doenças neurodegenerativas

De 2003 a 2015 MySpace perdeu 50 milhões de músicas

Transferwise: Um negócio bilionário vindo de um prejuizo

Google antecipa encerramento do Google+ após nova falha de segurança

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies