Companhias aéreas proíbem entrada de Samsungs a bordo

Não está a ler nenhuma barbaridade. Agora, para além de pessoas que são proibidas de entrar a bordo, também os seus aparelhos podem ser banidos, como é o caso do Samsung Galaxy Note 7 conhecido por sobreaquecer e explodir. Será esta uma medida necessária? Pelo menos assim garantem que um telemóvel não explode em pleno voo!

Samsung proibido de voar

Três companhias aéreas da Australia estão a proibir os passageiros de usar ou carregar aparelhos do modelo Galaxy Note 7, da Samsung, durante os voos!

Esta decisão surge como uma medida de precaução depois de nos últimos dias vários utilizadores reportarem explosões na bateria deste aparelho. As companhias são a Qantas, Jetstar e Virgin Australia.

galaxy_note_7_proibido_de_voar

O porta voz da Qantas, num comunicado a que Reuters teve acesso disse:

Depois de a Samsung pedir aos utilizadores para devolverem os Samsung Galaxy Note 7, estamos a solicitar aos passageiros para não os ligarem ou carregarem durante o voo

A empresa Samsung, para evitar esta medida “drástica” tomada por estas empresas, garantiu que já está em conversação com as empresas aéreas para que se chegue a uma solução. Isto porque a situação é má para os passageiros, para as companhias aéreas e para a própria Samsung.

O leitor teria alguma solução para este problema?

Erbi Silva

Autor de artigos para o Tech em Português, apaixonado por Tecnologia e programação.

You May Also Like

Universidade de Coimbra facilita diagnóstico de doenças neurodegenerativas

De 2003 a 2015 MySpace perdeu 50 milhões de músicas

Transferwise: Um negócio bilionário vindo de um prejuizo

Google antecipa encerramento do Google+ após nova falha de segurança

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies