Apesar de tudo, lucro do Facebook aumenta 63%

Apesar de todo o drama gerado recentemente com a proteção de dados e que o facebook foi culpado pelo roubo de informação dos seus utilizadores para empresas, a rede social Facebook obteve no primeiro trimestre de 2018 um lucro de 4.998 milhões de dólares (4.109 milhões de euros), um aumento de 63% face aos 3.064 milhões registados no mesmo período do ano passado.

Apesar de tudo, lucro do Facebook aumenta 63%

O Facebook apresentou hoje os seus resultados financeiros dos três primeiros meses do ano, em que as suas receitas ascenderam a 11.966 milhões de dólares (9.839 milhões de euros), o que representa mais 49% que no mesmo trimestre de 2017, em que somou 8.032 milhões (6.604 milhões de euros).

A empresa fundada pelo norte-americano Mark Zuckerberg tem estado no centro de uma grande polémica nas últimas semanas, depois de ter sido denunciada a fuga de dados pessoais de milhões dos seus utilizadores, fornecidos à consultora Cambridge Analytica.

Em comunicado, Mark Zuckerberg disse:

Apesar de enfrentar grandes desafios, a nossa comunidade e os nossos negócios tiveram um forte começo em 2018

Mas também precisamos de continuar a desenvolver novas ferramentas que ajudem a ligar as pessoas, a fortalecer as nossas comunidades e a aproximar o mundo

Referindo ainda que:

Os serviços que utilizamos são para o bem…

Apesar do grande escândalo sobre a privacidade na internet, que continua a ensombrar o horizonte do Facebook, as contas do primeiro trimestre que hoje apresentou não foram afetadas, uma vez que a rede social admitiu as suas falhas de segurança em relação à Cambridge Analytica, no passado dia 18 de março.

O lucro operacional do Facebook entre janeiro e março deste ano cifrou-se em 5.449 milhões de dólares (4.480 milhões de euros), um valor superior aos 3.327 milhões (2.735 milhões de euros) alcançados no trimestre homólogo de 2017.

O negócio publicitário do Facebook continua a ser a principal fonte de receitas da companhia com sede em Menlo Park, no estado norte-americano da Califórnia, já que dos 11.966 milhões de dólares (9.839 milhões de euros) que obteve neste trimestre, 11.795 milhões (9.698 milhões de euros) advieram da venda de anúncios.

O Facebook também anunciou que os seus utilizadores ativos diários em março foram, em média, 1.450 milhões de pessoas, mais 13% que no ano passado.

Além da popular rede social, a empresa Facebook também é proprietária de outras aplicações informáticas muito utilizadas, como o Messenger, o Instagram e o WhatsApp.

Fonte: [JN]

You May Also Like

Universidade de Coimbra facilita diagnóstico de doenças neurodegenerativas

De 2003 a 2015 MySpace perdeu 50 milhões de músicas

Transferwise: Um negócio bilionário vindo de um prejuizo

Google antecipa encerramento do Google+ após nova falha de segurança

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies