As 5 piores linguagens de programação para 2018

Já vamos quase a meio do ano e a verdade é que não lançámos nenhuma curiosidade acerca deste assunto. Afinal, quais as piores linguagens de programação para o ano que corre? Pois bem, fique então com uma lista de 5.

As 5 piores linguagens de programação para 2018

É importante referir que este estudo foi efectuado pelo Codementor e nós estamos a apresentar o resultado do estudo realizado por eles.

1 – Dart

É uma linguagem de programação de código aberto, orientada a objectos. Desenvolvida pela Google em 2011 é frequentemente usada para construir aplicações móveis. Era uma linguagem que prometia muito, mas deu muito pouco.

2 – Objective C

O Objective-C é uma linguagem orientada a objetos, de propósito geral, que se estreou em 1984. A utilização desta linguagem tem vindo a decrescer drasticamente desde 2014 devido à introdução do Swift no mercado.

3 – Coffeescript

Lançado em 2009, é uma linguagem que transborda JavaScript por tudo quanto é lado. Está em declinio e uma das razões pode ser a idade. Já tem quase uma década e já existem outras linguagens que substituem esta.

4 – Lua

Lua é uma linguagem de script embutida e de código aberto, lançada em 1993. Continua popular nos dominios como jogos e servidores web, mas o seu crescimento estabilizou nos últimos cinco anos. Preve-se um forte declinio daqui para a frente

5 – Erlang

Erlang é uma linguagem funcional, criada em 1986, que possui um sistema de tempo de execução e tolerância a falhas. É frequentemente utilizado em telecomunicações, serviços bancários, comércio eletronico e mensagens instantaneas